Moto G5s: review e vídeo de unboxing

A experiência com modelos intermediários da Motorola está cada vez melhor. Aliás, desde o Moto G4 a empresa vem trazendo recursos dos aparelhos mais avançados para os smartphones intermediários. E isso é ótimo para o consumidor, pois acaba ganhando mais pelo mesmo preço da geração anterior.

Recomendo assistir o vídeo abaixo (1 minuto de duração), que mostra o unboxing do Moto G5s.

Moto G5S, video de unboxing. Aumente o som.

Uma publicação compartilhada por Café com review (@cafecomreviewbr) em

É o caso do Moto G5s (código XT1792). Podemos começar falando do design. Em comparação com o Moto G5, o G5s é inteiramente construído em metal. Além de muito resistente, o acabamento foi muito bem cuidado.

A ergonomia é ótima, mesmo em uma tela de 5,2 polegadas. A tecnologia da tela é LED IPS e tem resolução de 1920 x 1080. Para uma tela de 5,2 polegadas, essa resolução é mais do que suficiente para ver um filme em detalhes ou jogar.

O que ainda não me agradou muito é como a câmera traseira foi projetada. Fica instalada em um círculo no qual a estética é ótima, mas a protuberância me preocupa. Durante os testes sempre ficava preocupado em coloca-lo cuidadosamente sobre a mesa, com receio de riscar o vidro. A Motorola informa que esse vidro de proteção é de safira, material muito resistente a arranhões. Mas ainda assim é vidro e sabemos que não é a prova de arranhões. Portanto, mesmo resistente, a dica aqui é tomar cuidado onde você vai apoiar o Moto G5s.

Um destaque ainda no design é que agora o alto-falante fica na parte de baixo e não mais no local onde se apoia o aparelho na orelha para ouvir as chamadas telefônicas.

O botão físico da parte frontal também é um sensor biométrico para desbloquear o telefone. É possível configurar as funções de menu do Android nesse botão. Ao arrastar o dedo para a esquerda, voltamos uma tela e ao arrastar o dedo para a direita, aparecem todos os aplicativos abertos. Isso é interessante porque a tela acaba ganhando espaço, pois não é preciso mais exibir os botões dessas funções na própria tela.

Desempenho do Moto G5s

O Moto G5s vem com processador Snapdragon 430, octa-core com velocidade de até 1,4 GHz. A GPU (processador gráfico) é uma Adreno 505. O armazenamento interno é de 32 GB, com possibilidade de expansão por meio de cartão micro SD e a memória RAM é de 2 GB. Apesar de ser uma configuração intermediária, pude usar várias aplicações sem ficar irritado com lentidão ou travamentos.

Os aplicativos mais populares, como Facebook, Twitter, Instagram e outras redes sociais fluiram muito bem nas transições de telas e postagens, incluindo também quando alternava entre aplicativos (multitarefa). Interessante dizer que o Android vem na versão 7.1.1 (nougat) e está eleito pela Motorola para receber a versão 8.0 (oreo).

Funções únicas do Moto G5s

Já é tradição da Motorola apresentar alguns recursos que só existem em seus smrtphones. E vale a pena citar, pois facilita muito o uso. A primeira delas é o acionamento por movimento. A câmera traseira pode ser acionada girando o punho para esquerda e direita. É bem interessante para não perder o momento da foto. E ao repetir o movimento, é acionada a câmera frontal.

Moto ações tem recursos únicos da Motorola que facilitam o uso do telefone

 

A lanterna também pode acionada por movimento. Basta sacudir o Moto G5s para cima e para baixo e pronto. Para apagar é só repetir o movimento. E para silenciar chamadas e notificações basta deixar o Moto G5s com a tela para baixo. São coisas muito simples que agilizam muito a vida do usuário.

Moto tela

Outro recurso interessante é o de ver notificações sem destravar o celular. As notificações aparecem quando a tela está desligada e você pode responder rapidamente tocando na notificação. Ou então pode ignorar quando não for urgente. O interessante disso é poder ver sem precisar desbloquear o Moto G5s.

Com a função Moto tela é possível ver notificações sem destravar o celular

Câmeras do Moto G5s

O Moto G5s tem uma câmera traseira de 16 megapixels, com abertura focal de f/2.0 e estabilização óptica. Traduzindo para o português, ela consegue fotos ótimas em ambientes com bastante iluminação e fotos de boas para regulares em ambientes com pouca luz.

Chamou a atenção essa câmera ter o modo manual de ajustes, algo incomum para um telefone intermediário. É possível ajustar o ISO, luminância e balanço de branco.

Para quem curte fotos, o modo manual pode ajudar em ambientes mais escuros, podendo combinar esses parâmetros para chegar ao melhor resultado. No entanto é bom dizer que não há ajuste de foco, o que daria mais poder criativo ao usuário.

A câmera frontal faz boas fotos. Tem apenas 5 megapixels, mas a abertura também é de f/2.0. E assim como a câmera traseira, ela também tem flash. As fotos saem muito nítidas e ainda é possível inserir o efeito de “embelezamento”. Esse efeito aplica uma maquiagem eletrônica escondendo marcas do rosto.

Quanto aos vídeos, ambas as câmeras gravam na resolução full HD (1920 x 1080 pixels) a 30 frames por segundo. Abaixo está uma galeria de fotos que fiz com o Moto G5s.

Galeria de fotos feitas com o Moto G5s

As fotos abaixo foram feitas com a câmera traseira do Moto G5s, todas no modo automático. É interessante destacar que mesmo fotos com a pessoa se movendo saem nítidas quando há boa iluminação. Em fotos com baixa iluminação há bastante ruído. Clique nas fotos para ampliá-las.

Bateria do Moto G5s – carregador turbo

O Moto G5s vem com uma bateria de 3.000 mAh de capacidade. Por utilizar uma CPU intermediária, que não exige muita energia, eu esperava que tivesse uma boa duração. E teve.

Sempre faço dois tipos de teste. Um que estressa mais o aparelho e outro com uso mais leve, com uso mais próximo possível do cotidiano de um usuário comum.

No uso mais leve, durante o dia alternei entre o Wi-Fi e pela rede 4G acessando redes sociais e assistindo a vídeos curtos que somavam 10 minutos. Usei o GPS por 15 minutos, acessei e-mails e tirei 10 fotos. Fiz 10 minutos de chamadas telefônicas e nesse perfil a bateria chegou a uma autonomia de 18 horas e 10minutos.

No segundo teste, de uso mais intenso, fiz 30 fotos e 3 vídeos que somaram 8 minutos juntos. Usei também jogos e deixei vídeos do Youtube rodando no Wi-Fi por 60 minutos. Acessei também redes sociais e e-mails. Também usei fone bluetooth escutando músicas e vídeos por cerca de 1 hora. E nesse perfil a bateria levou 12 horas de autonomia. São tempos bem interessantes e que você poderá ficar longe da tomada por um bom tempo. Aliás, bom dizer que o carregador do Moto G5s é turbo. Com apenas 15 minutos de carga é possível usar o Moto G5s por 6 horas.

Conclusão

O Moto G5s surpreendeu no desempenho por ser um aparelho de configuração intermediária. Todos os aplicativos de redes sociais funcionaram fluidamente sem demora e nem travamentos. Apenas jogos mais sofisticados sofrem para rodar, mas era de se esperar, já que não tem uma CPU tão veloz.

A câmera não é para os usuários mais exigentes, mas ela consegue obter ótimos resultados em ambientes com bastante iluminação. A gravação de vídeos em full HD fica nítida e estável, mesmo na câmera frontal, que também grava em full HD.

Os recursos únicos da Motorola facilitam bastante o uso, como o acionamento da câmera apenas girando o pulso e acionamento da lanterna balançando o aparelho. A bateria é um ponto muito forte, já que é possível ficar longe da tomada por mais de um dia se o uso for moderado.

O Moto G5s foi lançado no mercado brasileiro por R$ 1.099, mas com alguma pesquisa já é possível encontra-lo por menos R$ 900. É uma excelente relação custo / benefício.

 

Deixe um comentário

avatar
800
  Subscribe  
notificar: