Huawei e universidade se unem para capacitar jovens ao mercado de trabalho

Novo laboratório de fibra óptica instalado no polo da UNISUAM é o primeiro passo de um projeto, com ajuda da Huawei, que visa capacitar mão de obra para atuar no mercado de telecomunicações

A cidade de Niterói foi a primeira, do Rio de Janeiro, a receber um laboratório de fibra óptica (FTTH/FTTX), instalado pela Huawei, no Campus Central da UNISUAM.

O objetivo é de ofertar cursos de capacitação para a geração nem-nem, jovens e adultos que nem trabalham e nem estudam. A iniciativa é fruto de uma parceria entre a Huawei Brasil, PÓLEN – Polo de Inovação e a Associação Comercial Industrial do Estado do Rio de Janeiro – ACIERJ, que foi celebrada nesta sexta-feira, 12, em um evento de inauguração na universidade.

O mercado de instalação de fibra óptica vai aumentar

De acordo com Bruno Zitnick, Diretor de Relações Públicas e Governamentais da Huawei, “hoje, já existe um gap no mercado de profissionais capacitados para atuar na instalação de fibra óptica, utilizados para cobrir demanda de banda larga fixa.

Veja também:

Com as novas redes 5G, esta demanda tende a aumentar. Ao mesmo tempo, existe uma parcela de jovens ociosos, que por diversas razões não conseguem se qualificar para atuar no mercado de trabalho.

Com esta parceria que selamos com a UNISUAM e a ACIERJ, estamos, não apenas combatendo o desemprego e dando cursos de alta qualidade para estes jovens, mas também investindo no desenvolvimento da infraestrutura do país”, completa Bruno.

Projeto da Huawei prevê doação de 12 laboratórios

Dados do IBGE apontam que a taxa de desemprego entre os jovens é de 29,7%. Para tentar mitigar o problema, a Huawei investe em projetos de capacitação de jovens a fim de gerar mão de obra qualificada para atuar no mercado cada vez mais digital.

Uma dessas iniciativas são os laboratórios de fibra óptica (ffth/fttx). O projeto prevê a doação de 12 laboratórios para ensino prático que estarão espalhados pelas 5 regiões do Brasil.

Um deles foi inaugurado em Niterói, cidade do sudeste do país, conhecida com um grande polo educacional e que está se transformando no grande centro de tecnologia do Rio de Janeiro.

Os cursos que acontecerão nos laboratórios da Huawei serão desenvolvidos e ministrados pela ACIERJ e a UNISUAM, e visam atender mercado de tecnologia e inovação em ascensão na região.

Grande potencial para investidores

O presidente da ACIERJ, Luiz Paulino Moreira Leite, informou que “a ACIERJ, tradicionalmente, une os empresários e poder público da cidade buscando um consenso e novas perspectivas que possam gerar emprego, renda e alavancar a economia.

Com a pandemia o cenário econômico em todo mundo mudou, em Niterói não seria diferente. A cidade tem um mercado extremamente promissor, foi apontada por diversas instituições como um dos melhores municípios do Brasil, com população acima de 100 mil habitantes, para investimentos. Isso é inegável.

É um município com muito potencial para investidores, e a instalação de um laboratório de fibra óptica na Unisuam é prova disso. Niterói está pronta para absorver novas ideias e tecnologias empresariais de diversas áreas distintas e estamos orgulhosos de poder contribuir com este projeto”, completa Luiz Paulino.

O evento de inauguração do laboratório aconteceu no Campus Centro – Unisuam, com poucas pessoas e respeitando todas as medidas e protocolos de segurança sanitária.

Entre os participantes estiveram Bruno Zitnick, Diretor de Relações Públicas e Governamentais da Huawei, Luis Queirós, diretor regional da Huawei Brasil e Luiz Paulino de Carvalho Moreira Leite, Presidente da ACIERJ.

5 1 vote
Article Rating
Inscreva-se
notificar:
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments