https://cafecomreview.com.br

Depois da Asus e da Xiaomi, outra fabricante oriental chega ao país. Trata-se da Meizu, a segunda maior empresa de smartphones da China, depois da Xiaomi. Muitos podem não saber e arriscar dizer levianamente que já existem várias marcas chinesas no Brasil.

Então é bom explicar que estas empresas citadas são fabricantes de celulares de primeira linha. A Meizu, por exemplo, detém o título do smartphone mais rápido do mundo (até a data desta publicação, logicamente), o Meizu Pro 5.

Mas a Meizu chegou de forma diferente ao país. Primeiro, firmou parceria com a Vistation, empresa que vai representar a Meizu no Brasil. Em segundo lugar, ela não vai vender somente o smartphone, mas sim um ecossistema que, em conjunto com o smartphone, transforma-se em uma estação de trabalho. E será comercializado com o nome de Phonestation Meizu MX4.

A Phonestation Meizu MX4

O kit que forma o PhoneStation pode ser adquirido em três cores – cinza, prata e dourado – e inclui três acessórios, além do smartphone: o “Vi Center”, dispositivo multifuncional que permite recarregar o celular em qualquer lugar, e um teclado virtual (laser) Bluetooth, que pode ser projetado em qualquer superfície plana e opaca; o “Vi Cast”, que se conecta à porta HDMI da TV e permite transmitir vídeos, músicas e fotos, além de duplicar a tela do Meizu diretamente para a TV; e o “Vi Drive”, dispositivo de armazenamento e compartilhamento via Wi-Fi que possibilita armazenar músicas, vídeos e quaisquer outros formatos de dados.

Resumindo a explicação acima: todos esses acessórios mais o smartphone MX4 fornecem ao usuário a experiência de estar usando um computador. É claro que nem tanto assim, por dois motivos.

O teclado não é físico, é laser, projetado na mesa e, portanto, você vai sentir como se se estivesse digitando em um tablet, já que a superfície é lisa. Segundo, o sistema é o Android, com algumas modificações, mas bem diferente do Windows que muitos estão acostumados a usar.

phonestation
A Phonestation Meizu MX4 montada na demonstração durante a coletiva de imprensa. No centro está o smartphone e o projetor do teclado laser.

Uma nova categoria de produto

A Vistation foi categórica ao informar que o smartphone Meizu MX4 não será vendido separadamente. Portanto, o preço não pode ser o mesmo de um smartphone. E assim a Phonestation Meizu MX4 custa R$ 2.899.

Sim, é caro. Mas segundo Felipe Colaneri, responsável pelo marketing da Vistation, a empresa não pretende competir no mercado de smartphones no Brasil, mas sim, oferecer um produto novo, que ofereça uma nova forma para trabalhar e se divertir com o smartphone.

É claro que o smartphone pode ser utilizado sem os acessórios, pois continua sendo um aparelho como qualquer outro. Mas a ideia é elevar a experiência de uso do smartphone para outro nível, já que o poder de processamento vem aumentando rapidamente.

Especificações do smartphone Meizu MX4

  • PROCESSADOR: MediaTek MT6595 – Octa-core (Quad-core A17 2.2 GHz + Quad-core A7 1.7 GHz);
  • GPU: PowerVR G6200MP4;
  • MEMÓRIA RAM: 2 GB;
  • MEMÓRIA INTERNA: 32 GB;
  • TELA: IPS 5.3″ com resolução de 1920 x 1080 (418 dpi);
  • CÂMERAS: Sensor Sony 20.7 MP e frontal 2 MP;
  • BATERIA: 3100 mAh;
  • SISTEMA: Android 5.0 com interface própria (chamada de Flyme 4.5)
  • DIMENSÕES: 14,4 × 7,5 × 0,89 cm (AxLxP)
  • PESO: 147 gramas

Deixe um comentário

avatar
800
  Subscribe  
notificar:
Fechar Menu