https://cafecomreview.com.br
Moto Z traz uma nova definição para o smartphone: conheça os snaps

Geralmente os smartphones não apresentam diferenciais tão grandes quando colocados lado a lado. Mas, finalmente, uma empresa tomou as rédeas da inovação e fez diferente. Estou falando do Moto Z, da Lenovo / Motorola.

Além das funções comuns de um telefone com Android, o Moto Z pode fazer mais por meio de ‘expansões’. Chamado de snaps pela empresa, eles podem ampliar o uso e até mesmo transformar o aparelho para executar funções extras.

Snap InstaShare

Um dos exemplos é o snap Moto InstaShare, que transforma o Moto Z em um projetor para exibir qualquer conteúdo do aparelho em uma tela de até 70 polegadas. As fotos abaixo exemplificam como ele funciona. Clique nas fotos para expandi-las.

moto_z_caixa_frente
Este é o Moto Z. Aparentemente um smartphone comum com sistema Android…
moto_z_caixa_tras
…e aqui está a parte de trás do Moto Z. Mas o que são esses pontinhos dourados na parte de baixo??
moto_z_projetor-na-mao
Aí está o segredo: um “snap” pode ser conectado ao Moto Z (os “pontinhos” são os contatos eletrônicos. Neste caso temos aí um projetor de vídeo…
moto_z_projetor
…que tem até uma base ajustável para fazer a projeção.
moto_z_projetor-exibe
E este é o resultado final: uma projeção da tela do Moto Z em uma parede. O tamanho da projeção pode atingir o máximo de 70 polegadas.

A primeira coisa que observei nos testes foi a facilidade de instalação. Basta encostar o snap no Moto Z e ele “gruda” no smartphone, pois a conexão é feita magneticamente. E pode ficar tranquilo, é um imã muito forte. No exemplo das fotos acima, basta ligar o projetor e pronto, a imagem é reproduzida e basta apontar para uma parede.

Pontos fortes no projetor InstaShare

Logo de cara, notei duas vantagens: ele possui uma base ajustável para que se possa reproduzir a imagem ou filme dispensando o uso de pedestais. É só colocar em cima da mesa e ajustar a altura desejada. Mas como a imagem fica reproduzida corretamente se a lente não está em 90 graus com a parede? Aí vem o segundo ponto postivo: o snap tem correção de trapézio, uma tecnologia que ajusta a imagem para que ela fique exatamente dentro de um retângulo, como qualquer projeção de cinema.

Ele também tem um ajuste de foco para exibir tudo com nitidez, pois é preciso fazer o ajuste de acordo com a distância em que é colocado da parede. E a imagem é imagem é muito nítida.

O snap possui bateria, que em conjunto com a bateria do Moto Z, conseguiu (nos meus testes) uma autonomia de projeção de até uma hora e 55 minutos. Não está mal para uma tarefa de processamento de vídeo, uso de luz muito forte para projetar e ainda ter que girar um pequeno ventilador para baixar a temperatura causada pela lâmpada.

Realmente, dá para assistir um filme de longa metragem apenas. Mas a notícia boa é que é possível deixar o Moto Z no carregador enquanto é feita a projeção. E eu fiz esse teste. Deixei o Moto Z mais o projetor reproduzindo vídeos por mais de 4 horas seguidas. E quando fui verificar, o sistema estava ok. A temperatura estava alta, porém nada que não fosse possível segurar nas mãos.

Também fiz testes no telefone depois desse longo tempo de uso e tudo funcionava normalmente.

Pontos fracos do projetor InstaShare

No geral, o uso do InstaShare foi uma experiência muito boa. Poder levar um acessório de tamanho mínimo em uma viagem e projetar filmes, apresentações ou fotos é algo bem legal e prático. Mas fiz algumas observações:

Usar o tamanho máximo de 70 polegadas causa perda de brilho e contraste na imagem. É preciso um ambiente “ultra-escuro” para poder aproveitar a experiência nesse caso. Eu consegui uma boa relação de brilho e contraste com projeção de 55 polegadas.

Outro ponto que levei em consideração é o áudio. Se você está assistindo a um filme, principalmente com outras pessoas, em que não é possível usar fone de ouvido, vai querer um áudio com volume alto o suficiente para aproveitar os efeitos, a trilha sonora e mesmo diálogos. Apesar do volume do alto falante do Moto Z ser alto, ainda não é o ideal para ter uma experiência boa nesse caso. A solução que eu consegui foi emparelhar uma caixa de som Bluetooth para ampliar o som.

Snap JBL SoundBoost

Outro Snap é a caixa de som desenvolvida em conjunto com a tradicional fabricante JBL. Este snap vem munido com dois alto-falantes de 2,7 cm de diâmetro, com potência (RMS) de 3 watts cada um, totalizando assim uma potência total de 6 watts RMS. Se é muito? Para ter uma ideia, os alto-falantes de smartphones não passam de 1 watt.

Achei a qualidade do áudio muito boa, com bastante definição entre graves e agudos, além de um volume alto que não tem distorção. Para quem curte deixar o celular em apps de músicas, como o Spotify, por exemplo, este snap é perfeito.

Ele também vem com uma bateria interna de 1.000 mAh. Isso é uma boa ajuda para a bateria do Moto Z. Nos meus testes eu deixei vários álbuns sendo executados durante 3 horas ininterruptas e a bateria da caixa de som consumiu apenas 38% da energia nesse tempo.

A espessura da caixa de som é de 1,3 centímetro e o peso é de 115 gramas. Somando esses valores ao Moto Z, o conjunto fica com espessura de 1,82 cm e peso de 251 gramas. Ok, o conjunto com essas dimensões pode ser incômodo para levar no bolso da calça, é verdade. Mas para levar em uma viagem e usar como caixa de som em uma sala, é algo bem prático e funcional.

O telefone pode ser pareado com outro equipamento via Bluetooth e assim usufruir da caixa de som. No entanto, ela não pode ser pareada sozinha, pois não tem o circuito de Bluetooth.

moto_z_jbl
Moto Z com o snap da cixa de som JBL
moto_z_jbl_montada
A faixa vermelha não é meramente decorativa. É uma haste que serve para apoiar o smartphone

Snap Incipio offGRID Power Pack

Apesar desse nome complicado e até pomposo, esse snap nada mais é do que uma bateria extra. Incipio é o nome de uma empresa que fabrica acessórios para smartphones, tablets e notebooks, desde cases até baterias externas.

moto_z_incipio
Snap Incipio power pack é um case com bateria que soma mais 2.220 mAh de capacidade ao Moto Z. Isso significa um dia a mais de bateria (dependendo do uso)

E esse snap de bateria traz 2.220 mAh ce capacidade. Somado à capacidade de bateria do Moto Z (2.600 mAh), temos um total de 4.820 mAh. E não há do que reclamar. Nos testes usei redes sociais (whatsApp, facebook, instagram, facebook), fiz algumas chamadas, tirei cerca de 30 fotos, fiz vídeos somando 10 minutos de duração no total, e usei Wi-Fi para baixar aplicativos e jogar durante cerca de 1,5 hora. Nesse caso consegui ficar longe da tomada durante dois dias inteiros e ainda usar o Moto Z na manhã seguinte até a energia chegar a 15% quando eram 11 horas da manhã.

Realmente é um acessório que aumenta o “tanque” do Moto Z e oferece uma excelente autonomia. Quanto ao peso, o conjunto fica com um total de 215 gramas (136 g do Moto Z mais 79 g da bateria). A espessura do conjunto fica com 1,14 cm (0,52 cm do Moto Z mais 0,62 cm da bateria). Fica um pouco grande para carregar no bolso, mas não é nada absurdo e vale todo o tempo que ficamos longe da tomada. Vale citar que o design deste snap de bateria tem bordas curvas. Isso ajuda muito na ergonomia, além de deixar um visual agradável.

Moto Style Shell

Esse snap é bem simples, na verdade, é uma capa para proteger a traseira do Moto Z. E claro também deixa o aparelho com uma estética melhor e também com uma “pegada” mais ergonômica.

moto_z_style_shell
Moto Style Shell. Capa para proteger a parte de trás do Moto Z e também deixar com melhor ergonomia.

A capa é de couro e no Brasil, por enquanto, só via a de cor preta. Mas no site da Motorola está disponível também a de madeira Gris (uma capa de poliester que imita madeira).

Quanto custa tudo isso?

Bom, o Moto Z é um aparelho top-de-linha e só ele custa R$ 2.499 no site da Motorola. E se você quiser comprar o pacote com todos os itens que expliquei aqui, o preço é de R$ 3.999. Caro sim. Mas convenhamos: quanto custa um iPhone ou Galaxy S7 no Brasil?

E no caso de algumas configurações do iPhone 7 e iPhone 7 Plus, por exemplo, o preço é maior do que o pacote completo do Moto Z. Não estou dizendo qual fabricante tem o aparelho melhor. Mas é uma reflexão para ajudar na sua escolha de qual smartphone comprar. Abaixo segue um print do site da Motorola com os preços de todos os pacotes do Moto Z (preços de 29/12/2016).

moto_z_precos
Preços dos pacotes do Moto Z (dez/2016). Clique na imagem para ampliar.

Deixe um comentário

avatar
800
  Subscribe  
notificar:
Fechar Menu