https://cafecomreview.com.br
A música nos jogos: Video Game Orchestra na BGS 2019

A Video Game Orchestra foi um projeto idealizado em maio de 2008 por Shota Nakama. O grupo faz suas performances com seus próprios arranjos nos moldes “rockestra”. Ou seja, é composto por uma banda de rock, uma orquestra e um coral.

Ao contrário de outros projetos similares, o núcleo da chamada VGO é apresentar-se como em um grande show de rock, com solos improvisados, efeitos de luz e surpresas no palco.

==> Veja aqui para ver outras atrações da BGS 2019
==> Conhece o Mário? Ele foi BGS 2019!

Shota Nakama foi um dos convidados da edição de 2018 da BGS, quando expressou o desejo de trazer o espetáculo para a edição de 2019 do evento. Para a sua satisfação – e a sorte de quem compareceu a edição de 2019 da feira – foi o que aconteceu.

A orquestra que se apresentou junto a VGO é de São Paulo

As pessoas por trás da Video Game Orchestra

Além de Nakama, os outros membros que compõe a banda de rock são Dave Vives no vocal, Masato Itoh na guitarra, Louis Ochoa no baixo, Chris Baum no violino e Derek Dupuis no teclado.

A grande surpresa desta apresentação foi a participação do baterista Bruno Valverde, da banda Angra e de uma orquestra de São Paulo, mostrando um carinho especial com os brasileiros ao convida-los a integrar o espetáculo.

O grupo se apresentou no palco do BGS Sports na sexta-feira (11/10) e no sábado (12/10). Comprovando a veia do rock que compõe a apresentação, Dave Vives, o cantor da banda, abriu a apresentação pedindo para que todos se aproximassem do palco: “Isso é um show de rock!” disse.

O resultado foi um sucesso, com o público cantando e pulando junto com os integrantes da banda. Nakama, Vives e os outros membros da VGO estavam constantemente animando e interagindo com a plateia.

A apresentação contou com momentos de improviso e efeitos de luzes e fumaça

Surpresas e imprevistos

A VGO não seguiu o setlist proposto em ordem, que continham em sua maioria trilhas das franquias Sonic, Final Fantasy e Persona, e improvisaram a música Sweet Child O’ Mine, da banda Guns ‘n Roses, para a alegria da plateia.

Outra surpresa foi um pedido de casamento feito no palco, em um momento no qual Nakama apresentava a banda ao público.

Apesar da animação do público e da Video Game Orchestra, houve imprevistos. Devido a falhas técnicas e até de espaço, as apresentações, tanto de sexta-feira quanto de sábado, sofreram atrasos.

A apresentação de sábado, marcada para as 19h, se iniciou apenas às 21h. O motivo foi por conta de um atraso no término do campeonato internacional de CrossFire. Mesmo assim, o clima estava cheio de energia! Tanto por conta da orquestra, quanto pelo público, que aguardou o show e não deixou o evento até o final da apresentação.

1
Deixe um comentário

avatar
800
1 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
0 Comment authors
Recent comment authors
  Subscribe  
mais novo mais antigo Mais votado
notificar:
trackback

[…] A música nos jogos: Video Game Orchestra na BGS 2019 […]

Fechar Menu